Ir ao conteúdo

O mínimo que você precisa saber para iniciar em programação

Atualizado pela última vez em 16 de novembro de 2021

Antes de iniciarmos o artigo, lembre-se: você não precisa ser um gênio para aprender programação! Pegue essa frase e coloque em destaque em um lugar visível para que você consiga ver constantemente enquanto avança nos estudos para se tornar um programador ou programadora.

Não tenho conhecimento em informática. Posso ser programador?

Para começar seus estudos em programação, você não precisa ser um EXPERT em informática.  Você vai adquirir uma gama enorme de conhecimento gradativamente. Aprender um pouquinho aqui, um pouquinho ali… Sem pressa! O mínimo que você precisa saber sobre informática para começar a aprender programar, vou te mostrar agora! Vou resumir bastante, mas esse resumo será o PILAR para você avançar para os próximos níveis. Então, aproveite! Em nenhum outro lugar você vai receber esse conhecimento assim, grátis e otimizado para você não perder tempo! Essa é a sua grande oportunidade!

No artigo anterior, “Quero trabalhar com TI, por onde começar?”, você aprendeu que a base da TI, está fundamentada em infraestrutura, software e dados. Hoje, se você parar para observar, utilizamos softwares o tempo inteiro e em todos os lugares. Por exemplo, quando você pega seu celular você já sabe que ele pode ter um sistema Android. Quando você vai comprar um notebook, normalmente você procura um com o sistema Windows. Não é verdade? Tanto o Android quando o Windows são softwares. Isso mesmo! São softwares especiais, que nos permitem controlar nossos celulares e computadores. 

Pega o seu celular! Observe que ele é algo como se fosse uma “caixa de plástico” em formato retangular e com espessura fina com uma tela, que para agora vamos dizer apenas que é de vidro kkkk depois explico como ela funciona. Enfim… Seu celular vai ter uma câmera, algum botão pequeno, um local para conectar um fone de ouvido e algum local para você conseguir ouvir sons dos altos falantes. Correto?

Aí você pergunta: – Walmir, o que tudo isso tem a ver com programação? 

Basicamente, tudo o que “controla” um celular ou qualquer dispositivo destes, são os Sistemas Operacionais (software), que por sua vez, tem vários softwares que fazem várias ações, como: exibir imagens na tela, projetar o som do para os alto-falantes, aumentar e diminuir o volume, etc.

Quando falo sobre dispositivos, estou me referindo a um celular, um tablet, um computador, um relógio digital, uma impressora, etc. Estes dispositivos, vão ter componentes eletrônicos que “processam coisas” e um monte de software controlando tudo que “entram” para o dispositivo, quanto tudo que “saem” dos dispositivos. Ou seja, tudo se resumo a ENTRADA, PROCESSAMENTO e SAÍDA

Vamos pegar como exemplo um computador. Ele vai ser composto por Teclado, Gabinete/CPU (Unidade Central de Processamento), Monitor e Mouse

Quando você aperta uma tecla do teclado, você está “Inserindo dados” para dentro da CPU (Entrada), da mesma forma quando você clica no botão do mouse, você também está gerando uma “entrada de dados”. Já a CPU, recebe esses dados, processa para gerar uma ação (processamento) que pode ser, por exemplo, exibir um texto no monitor. Nesse caso, os dados estão “saindo” da CPU e indo para o monitor (Saída). Percebeu? Tudo não passou de ENTRADA, PROCESSAMENTO e SAÍDA.

Faça mais uma comparação! Pegue um notebook como exemplo! Tem um teclado, um monitor e a CPU fica embutida. No final tudo vai ser ENTRADA (teclado), PROCESSAMENTO (CPU) e SAÍDA (Tela).

Programação também se resume à: Entrada, Processamento e Saída

Parece ridículo, mas é exatamente isso! Você vai criar “scripts” (vou explicar mais adiante o que são scripts) que vai controlar as Entradas, que vai gerar instruções de processamento que pode produzir ou não saídas

Perceba que repito várias vezes as mesmas coisas, para que você memorize mais rápido kkkk é de propósito! Ok?

Para não ficar dúvidas, essa questão de entrada, processamento e saída, são fáceis para fazermos analogias. Por exemplo, para fazer uma vitamina de banana, você tem o liquidificador (CPU), tem os ingredientes (banana, leite, açúcar) representando os “dados”, tem os botões de ligar que geram “entrada” de ações, tem o motor, que representa a placa mãe,  que vai acionar a hélice para fazer o “processamento” dos dados (ingredientes), que vai dar a possibilidade de você transferir as “informações” (a vitamina feita após o processamento dos “dados”) para outro “dispositivo” (um copo) que nesse caso  é a “saída”.

Anatomia de um computador

Agora que você já sabe sobre o princípio fundamental de qualquer computador, fica fácil compreender sua anatomia. Basicamente, todo computador vai ter uma placa-mãe, que vai controlar Entrada, Saída e processar alguma coisa kkkk. O resto são “periféricos”. Ou seja, dispositivos auxiliares (gabinete para comportar a placa-mãe, mouse, teclado e monitor).

Não se preocupe! Você não precisa saber o que cada componente minúsculo desse faz agora! Precisa apenas saber que essas placas tem componentes de Entrada, fazem Processamento e podem gerar alguma Saída kkkk. Para você não ficar cansado ou cansada, vou dividir esse artigo. Veja a segunda parte que complementa essa aqui:

Confiança Sempre!!!

Fonte:

Publicado emProgramação

Seja o primeiro a comentar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.